Itabuna: projeto Defensoria Cidadã Itinerante é lançado no interior do Estado

Yulo_Itabuna_18_09_15

Moradores dos bairros Monte Cristo, Antique, Santa Inês, Fátima e Condomínio Pedro Fontes I e II atenderam o convite feito pela Defensoria Pública do Estado da Bahia – DPE/BA e compareceram ao lançamento do Projeto Defensoria Cidadã Itinerante em Itabuna, no sul do Estado. Apenas no primeiro dia da ação, cerca de 30 pessoas foram atendidas pela equipe da Defensoria.

“A Defensoria está aqui para quebrar barreiras. Ao lançar o projeto Defensoria Cidadã Itinerante sabíamos que iríamos ouvir críticas daqueles que entendem o trabalho da Defensoria contrário ao da segurança pública. Que acham que segurança pública é rival dos direitos humanos. Se a gente tem uma visão de que segurança pública é muito mais do que repressão, estamos fazendo nossa parte na prevenção”, destacou o subdefensor público geral, Rafson Ximenes, que representou o defensor público geral, Clériston Cavalcante de Macêdo, na abertura da atividade. Fruto de uma parceria entre DPE e a Secretaria de Segurança Pública, pela primeira vez, a Defensoria baiana levará para as Bases Comunitárias de Segurança da capital e do interior todos os serviços da instituição, aproximando a Defensoria da comunidade e fortalecendo a ideia inicial de implantação dessas unidades de segurança na Bahia.

“A Defensoria baiana é reconhecida nacionalmente como aquela que faz muito com pouco. Onde alguns enxergam problema, a Defensoria vê oportunidade. No lugar de colocar a culpa na polícia, ela se torna parceira, por entender que a solução para o problema da violência passa por diferentes mãos”, sentenciou o ouvidor geral do estado, Yulo Oiticica.

8ª Base Comunitária de Segurança a ser instalada na Bahia, a unidade de Monte Cristo é responsável pelo atendimento de cerca de 30 mil pessoas. Para a comandante da base, tenente Heidilaine Souza Nascimento, a fórmula para a redução do número de delitos na região está na aproximação com a comunidade, e na confiança gerada a partir de ações sociais desenvolvidas pela polícia no local. ” A sensação de segurança aumenta e nos dá motivação para trabalhar na causa”, afirmou.

Leia Mais.


Comentários