Estado destina mais R$ 29 milhões para construção de escolas em Aurelino Leal, Itapé, Mascote e Santaluz

Estado destina mais R$ 29 milhões para construção de escolas em Aurelino  Leal, Itapé, Mascote e Santaluz | escolas

O Governo do Estado divulgou, nesta terça-feira (26), no Diário Oficial do Estado (DOE), o resultado de licitação para contratação de empresa especializada para a execução da obra de construção de novas unidades escolares localizadas nos municípios de Aurelino Leal, Itapé, Mascote (no distrito de São João do Paraíso) e Santaluz (no distrito de Pereira). O investimento da iniciativa totaliza R$ 29.280.995,08 milhões.

Este montante faz parte dos mais de R$ 2 bilhões que estão sendo investidos pelo Estado na requalificação da rede física escolar e envolve a instalação de novos equipamentos, como laboratórios, bibliotecas, quadras de esportes cobertas e campo society, além da construção dos Complexos Poliesportivos Educacionais, visando fortalecer as aprendizagens no contexto da Educação em Tempo Integral.  

A construção de escolas de Educação em Tempo Integral também faz parte da política de expansão da oferta desta modalidade na rede estadual de ensino, por meio do Programa Baiano de Educação Integral Anísio Teixeira. A iniciativa tem o objetivo de elevar os níveis de aprendizagem, através da ampliação da jornada escolar dos estudante; e fortalecer o desenvolvimento humano e social dos estudantes, por meio de ações que propiciem a diversificação do universo de experiências educativas articuladas com as áreas do conhecimento; além de contribuir para a melhoria dos indicadores de qualidade das unidades escolares com tempo estendido.

A Secretaria da Educação do Estado iniciou a implantação da Educação Integral em 2014 e a meta é atender a mais de 25% da rede com esse modelo de oferta até 2026, garantindo à juventude uma série de oportunidades, que envolvem esporte, educação científica, artes e cultura.

Mais recursos – Também por meio de recursos vinculados ao Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FUNDEB), os resumos dos contratos que destinam R$ 60.239.041,22 para a construção de três unidades escolares estaduais de Tempo Integral, localizadas nos municípios de Santa Rita de Cássia, São Desidério e São Félix do Coribe, foram publicados no DOE. Mais R$ 32.591.738,39 serão para a construção de três unidades escolares estaduais de Tempo Integral, localizadas nos municípios de Barreiras e Guanambi. E ainda R$ 96.906.303,82, para novas escolas de Tempo Integral em Esplanada, Iguaí, Mairi, Mata de São João e Poções.


Aulas 100% presenciais na rede estadual de ensino começam na próxima segunda-feira

O ano letivo continuum 2020/21 da rede estadual de ensino entra na terceira fase, na próxima segunda-feira (18), com as aulas 100% presenciais. As atividades começaram no dia 15 de março, com o ensino 100% remoto, depois foram migradas para o ensino híbrido, com aulas semipresenciais, a partir do dia 26 de julho, para o Ensino Médio, e dia 9 de agosto, para o Ensino Fundamental.

O secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, destacou a importância deste momento para toda a comunidade escolar. “A escola é um ambiente de aprendizagem, mas também de acolhimento e de afeto e a nossa rede está preparada com todos os protocolos de biossegurança para receber a comunidade escolar, nesta nova fase do ano letivo. Esta foi uma tomada de decisão criteriosa, que levou em conta a queda dos indicadores da Covid; a cobertura vacinal dos professores e da sociedade de um modo geral; e muito necessária para a motivação e aprendizagem dos nossos estudantes”, afirmou.

A rede estadual possui cerca de 900 mil estudantes, de 1.089 unidades escolares. Como preparação para as aulas semipresenciais, as escolas estaduais passaram por investimentos voltados aos protocolos de biossegurança, da ordem de R$ 305 milhões, disponibilizados para reforma, manutenção e adequações. Novos recursos foram destinados para as escolas, no mês de agosto, visando as aulas 100% presenciais, no montante de R$ 250 milhões do Tesouro Estadual, por meio do Programa Retorno Escolar Seguro (PRES). Os recursos, transferidos para a conta da Caixa Escolar, visam a cobertura de despesas de custeio e capital até o final do ano letivo, e são voltados à manutenção física e pedagógica das unidades escolares, conforme o protocolo de biossegurança.


Na Uesc, Projeto E-terapias Psicossociais reabre inscrições para o período 2021.2

A Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) mantém uma série de programas para auxiliar a comunidade acadêmica e a população, de modo geral, no enfrentamento a diversos problemas causados pela pandemia do Covid-19. Entre eles, o Projeto E-terapias Psicossociais que reabriu inscrições para o segundo período de 2021 até o dia 14 de setembro.

As inscrições para as opções de e-terapias devem ser feitas através do site http://eterapias.uesc.br. Mas também há informações sobre o projeto na conta do Instagram @eterapiasuesc.

De acordo com a coordenadora do projeto, professora doutora Rozemere Cardoso de Souza, o objetivo é contribuir para reduzir o sofrimento e o estresse decorrentes da pandemia de COVID-19 e promover o bem estar e melhoria da vida aos estudantes, profissionais das redes SUS e SUAS e ao público em geral. 

São 13 modalidades de grupos terapêuticos produzidos por moderadores, no modo virtual. A equipe é multidisciplinar, formada por docentes da Universidade Estadual de Santa Cruz e da Universidade de Brasília (UnB), entre outros profissionais, além de discentes da Uesc.

O projeto teve origem a partir dos diálogos entre docentes de saúde mental da Uesc e da UnB, e do anseio dessas pesquisadoras em contribuir com medidas de apoio psicossocial para o enfrentamento da pandemia da COVID-19. O termo e-terapias foi encontrado nos Descritores da Saúde da Biblioteca Virtual à Saúde e que define “aconselhamento conduzido por meio eletrônico ou de outras formas de interação não presencial”.

Nesse sentido, foi adaptado para uso no projeto, a fim de nomear as intervenções terapêuticas que seriam desenvolvidas através das mídias sociais, com enfoque no modelo de atenção psicossocial, em especial, os princípios voltados à valorização de respostas multidisciplinares e singulares aos contextos de vida das pessoas, grupos e comunidade em geral.


Fapesb comemora 20 anos de apoio à produção científica da Bahia

Fapesb comemora 20 anos de apoio à produção científica da Bahia - Portal  Gov Bahia

“Vida longa à Fapesb”. A simbólica frase repetida pelos participantes da solenidade virtual e comemorativa pelos 20 anos da Fundação de Amparo à Pesquisa da Bahia, nesta sexta-feira (27), retrata o sentimento de pesquisadores e pesquisadoras pelos feitos em prol da ciência que a Fapesb tem ajudado a colher em duas décadas de existência. Com a presença da secretária de Ciência, Tecnologia e Inovação, Adélia Pinheiro, do diretor Geral, Márcio Costa, o evento, que está disponível na íntegra no Canal do Youtube Secti Bahia, reuniu autoridades, reitores e cientistas de todo o estado.

A importância da Fapesb para a pesquisa baiana está representada pelos resultados alcançados nos últimos anos, como os 270 editais lançados, os R$ 770 milhões de aporte à pesquisa, os 7.800 projetos contratados, as 40.000 bolsas concedidas, bem como as 300 empresas apoiadas. Neste mesmo período, a Fundação ajudou a Bahia a aumentar 10 vezes sua produção científica internacional e cinco vezes em crescimento no número de programas de pós graduação stricto sensu. Dentre os destaques alcançados, também está a subida de 10 posições no pilar inovação do ranking de competitividade dos estados, graças à concessão de bolsas de mestrado e doutorado.

Para a secretária da Secti, Adélia Pinheiro, pasta à qual a Fapesb é vinculada, esses 20 anos destacam a importância do amparo à pesquisa para o sistema estadual de ciência, tecnologia e inovação. “A Fapesb tem sido destaque nacional em investimento à pesquisa. Fortalecemos a Fundação como referência em nosso estado e compartilhando com toda sociedade que o nosso engajamento aqui é o mesmo que esperamos por parte dos entes federais”, ressaltou.

(mais…)

Começa matrícula para pré-selecionados na lista de espera do Prouni

Começa hoje (23) o período para a comprovação de informações da inscrição e matrícula dos candidatos pré-selecionados na lista de espera do Programa Universidade para Todos (ProUni), para o segundo semestre deste ano. O prazo para os estudantes comparecerem às instituições de ensino termina na sexta-feira (27).

A lista com o nome dos selecionados e o cronograma do programa podem ser acessadas no site do ProUni.

No total, o programa oferece 134 mil bolsas, sendo 69.482 integrais e 64.847 parciais. São bolsas para 10.821 cursos em 952 instituições de ensino, localizadas em todos os estados e no Distrito Federal.

Após as duas chamadas regulares, os estudantes inscritos também tiveram a oportunidade de participar da lista de espera. Caso as bolsas não sejam preenchidas nesta fase, o Ministério da Educação poderá ainda ofertar as vagas remanescentes em um novo edital.

O ProUni é o programa do governo federal que oferece bolsas de estudo, integrais e parciais (50%), em instituições particulares de educação superior. Para ter acesso à bolsa integral, o estudante deve comprovar renda familiar bruta mensal de até 1,5 salário mínimo por pessoa. Para a bolsa parcial, a renda familiar bruta mensal deve ser de até três salários mínimos por pessoa.

É necessário também que o estudante tenha cursado o ensino médio completo em escola da rede pública ou da rede privada, desde que na condição de bolsista integral. Professores da rede pública de ensino também podem disputar uma bolsa, e, nesse caso, não se aplica o limite de renda exigido dos demais candidatos.

É preciso que o candidato tenha feito a edição mais recente do Exame Nacional do Ensino Médio, tenha alcançado, no mínimo, 450 pontos de média das notas e não tenha tirado zero na redação.


Estado convoca mais mil professores da Educação Básica selecionados pelo REDA

A Secretaria da Educação do Estado (SEC) publicou, nesta sexta-feira (13), no Diário Oficial, a convocação de mais mil professores da Educação Básica, Padrão P, Grau III, aprovados no processo seletivo simplificado, edital nº 08/2019, em caráter emergencial, pelo Regime Especial de Direito Administrativo (REDA). A lista dos convocados está disponível no Portal da Educação: www.educacao.ba.gov.br

Os convocados devem enviar os documentos digitalizados para o correio eletrônico ([email protected] educacao.ba.gov.br), de 16 a 27 de agosto. Os candidatos aprovados para o interior do Estado deverão comparecer nas sedes dos Núcleos Territoriais de Educação (NTE), munidos da documentação original e fotocópia, no mesmo período. Dentre os documentos necessários estão: diploma, devidamente registrado de conclusão do curso de nível superior para a função temporária que concorreu expedido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC); Carteira de Identidade; CPF; e Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS).

A superintendente de Recursos Humanos da SEC, Rosário Muricy, falou sobre a convocação. “O Estado vem empreendendo todos os esforços para prover o quadro de pessoal do magistério e qualificar cada vez mais a Educação. Ainda estamos dando posse aos últimos convocados do concurso público, com 312 professores e coordenadores pedagógicos, e convocamos, recentemente, professores da Educação Básica, da Educação Profissional e professores indígenas. É importante lembrar aos educadores sobre os prazos para a entrega dos documentos conforme os respectivos editais”, afirmou

No dia 4 de agosto, o Governo do Estado convocou 148 professores da Educação Básica, Padrão P e Grau III, do edital nº 08/2019, pelo REDA. Estes convocados devem enviar a documentação até o dia 18 de agosto para o e-mail: [email protected] educacao.ba.gov.br. Além disto, dentro do período estabelecido no edital, os convocados para o interior devem entregar a documentação nas sedes dos Núcleos Territoriais de Educação (NTE) e os do NTE de Salvador devem comparecer na sede da SEC, no Centro Administrativo da Bahia (CAB).

Professores Indígenas – Já os professores indígenas e os técnicos de nível superior também convocados pelo REDA devem enviar os documentos digitalizados para o endereço [email protected] educacao.ba.gov.br, até o dia 20 de agosto. Tanto os professores indígenas, quanto os técnicos aprovados para o interior do Estado deverão comparecer nas sedes dos NTEs, munidos da documentação em original e fotocópia listada nos respectivos editais.


Estado realiza quarto crédito do programa Bolsa Presença

Estado realiza quarto crédito do programa Bolsa Presença, na próxima  terça-feira (10) | estudantes

O governo do Estado efetua, na próxima terça-feira (10), mais um crédito do Programa Bolsa Presença. Esta será a quarta das seis parcelas previstas pelo programa que beneficia famílias de estudantes da rede estadual de ensino, em condição de vulnerabilidade socioeconômica e com cadastro no CadÚnico. Cada família recebe um crédito de R$ 150 por mês. Ao todo, o programa deve alcançar 311 mil famílias, de 357 mil estudantes, totalizando R$ 280 milhões de investimento com recursos próprios do Estado.

O secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, destacou que o Bolsa Presença faz parte do Programa Estado Solidário e objetiva promover a permanência de alunos na escola e uma relação mais próxima entre a escola, a família e as comunidades. “A escola é um espaço de educação e não há educação sem acolhimento. Por isso, podemos dizer que o Bolsa Presença é, sobretudo, uma iniciativa de cuidado e de zelo do Governo da Bahia com os estudantes e suas famílias. É uma política pública que dialoga diretamente com a família, no enfretamento da vulnerabilidade socioeconômica. Ao apoiá-los financeiramente, o Estado contribui para evitar que o estudante abandone a escola para trabalhar e, ao assegurar a sua permanência na escola, também garante o seu direito de aprender”, afirmou.

A concessão do benefício está vinculada à assiduidade nas aulas (remotas, híbridas ou presenciais) ministradas pela unidade escolar em que o aluno esteja matriculado; à participação obrigatória dos alunos nas avaliações de aprendizagem promovidas pela unidade escolar, visando orientar o acompanhamento pedagógico; e à manutenção dos dados cadastrais atualizados na unidade escolar e de sua família no CadÚnico.FacebookTwitterWhatsAppMessenger


UFSB abre 35 vagas para especialização gratuita em Engenharia Ambiental Urbana

A Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB) está recebendo inscrições de interessados em concorrer a uma vaga na especialização gratuita em Engenharia Ambiental Urbana (Pós-Graduação Lato Sensu). O público-alvo do curso são engenheiro(a)s e demais profissionais portadores de diploma de nível superior com atuação na área ambiental urbana, interessado(a)s em obter uma visão geral dos problemas urbano-ambientais, desenvolver tecnologias e propor soluções nas duas linhas de pesquisa do curso (Linha de Pesquisa 1: Poluição Ambiental e Saneamento e Linha de Pesquisa 2: Sustentabilidade e Mobilidade Urbana).

Para poder se inscrever para concorrer a um das 35 vagas da especialização é preciso ter graduação completa. Interessados têm até o dia 20 de agosto de 2021 para acessar o formulário https://forms.gle/NKAzGe3yz5brKo1j8 e preencher a inscrição. As aulas serão on-line seguindo as resoluções da universidade durante a pandemia de covid-19 e posteriormente, quando houver segurança sanitária, ocorrerão a cada 15 dias, aos sábados e domingos, na cidade de Itabuna. Mais informações sobre o curso podem ser obtidas no site da UFSB https://ufsb.edu.br/cftci/pos-graduacao ou pelo e-mail [email protected]


Forsec debate com secretários, retorno planejado às aulas nos municípios

Secretários e dirigentes escolares dos municípios associados à Amurc estiveram reunidos de forma online nesta segunda-feira, 2, para tratar do retorno às aulas escolares na Rede Municipal de Ensino. A proposta é que as aulas retornem no formato híbrido, com ações planejadas pelas secretarias de Educação, atendendo a legislação e previstas para os meses de setembro e outubro, de forma escalonada.

Marcone Amaral

O debate vem sendo protagonizado pelo Fórum Regional de Secretários de Educação (Forsec) e pela Câmara Técnica de Educação do CDS-LS, através do Comitê Gestor, junto a Amurc e Uesc. Na oportunidade, foram analisadas as contribuições trazidas pela União dos Conselhos Municipais de Educação na Bahia (Uncme-BA) acerca do tema de acordo com a legislação.

A representante da Uncme, Gilvânia Nascimento, destacou que as secretarias de Educação precisam ter um planejamento estratégico da volta gradativa, escalonada como a legislação determina. “Independente do caminho que os gestores sigam, eles precisam avaliar a legislação. Precisamos discutir quais são as condições para que essa volta possa acontecer”, ressaltou Gilvânia.

Nesse sentido, o comitê regional deliberou sobre uma reunião virtual na próxima quinta-feira, 5, com os secretários de Educação, quando serão apresentadas as orientações e protocolos necessários para o retorno às aulas em segurança. O momento será importante para a definição oficial das datas, visando a transição entre ensino na modalidade remota, para híbrida.

“A Amurc vem trabalhando com o Fórum de Educação (Forsec), Câmara Técnica de Educação e instituições parceiras, uma possibilidade de retorno às aulas da Rede Pública para apresentação aos gestores municipais. Mas, cada município tem a sua autonomia para decidir, tendo em vista que o plano de retomada das aulas é específico em cada localidade”, declarou o presidente da Amurc, Marcone Amaral.


Escolas estaduais iniciam aulas semipresenciais

Ensino Médio da rede estadual inicia aulas semipresenciais na segunda-feira  (26) e o Ensino Fundamental no dia 9 de agosto | Voz da Bahia

A segunda fase do ano letivo continuum 2020/21 na rede estadual de ensino foi iniciada nesta segunda-feira (26), exclusivamente para os estudantes do Ensino Médio. Após o período de aulas 100% remotas, as escolas foram abertas logo cedo para a recepção da comunidade escolar, com a observância e o cumprimento dos protocolos sanitários. Na chegada à escola, foi aferida a temperatura dos estudantes e usou-se o álcool em gel. Neste primeiro dia do ensino híbrido, também foram entregues máscaras de proteção individual e novos fardamentos, bem como ofertada uma refeição a mais.

O secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, recepcionou os estudantes no Colégio Estadual Maria Lopes Leal, em Nova Ibiá, onde acompanhou a agenda de entregas com o governador Rui Costa. “São 780 mil estudantes do Ensino Médio previstos para iniciar nesta data. Os outros 120 mil do Ensino Fundamental iniciaremos no dia 9 de agosto. Vamos aguardar esta semana para fortalecermos ainda mais o chamamento. E contamos com o apoio das mães, dos pais e responsáveis para que possam ir, juntos à escola, verificar os protocolos, a segurança, pois tudo foi feito com a maior atenção e cuidado para marcar esta nova fase do ano letivo, tão necessária para a aprendizagem dos nossos estudantes”, afirmou.

No Colégio Estadual Heitor Vila Lobos, no bairro do Cabula VI, em Salvador, os estudantes foram recepcionados com kits contendo novas fardas, máscaras, garrafinha de água e um guia de orientações sobre o funcionamento das aulas semipresenciais. Além disso, as merendeiras serviram, de forma segura, uma alimentação reforçada. A estudante representante do Colegiado Escolar, Hellen Blanco, 18, 1° ano, estava animada. “Estou muito feliz em retornar para a escola, pois estamos seguindo todos os protocolos sanitários e tendo aulas em segurança. Como representante estudantil, pretendo incentivar e ajudar os demais estudantes neste retorno”, afirmou.

(mais…)