Aldo Bastos volta aos palcos com comédia sobre homofobia e amor

site aldo bastosDeu no Diário Bahia

Dono de uma capacidade indiscutível de prender o espectador enquanto interpreta, o ator Aldo Bastos estará de volta ao palco nos dias 16 e 17 de julho, com a comédia “Brigitte Bardot não mora mais aqui”. O espetáculo, que acontecerá no Centro de Cultura Adonias Filho, em Itabuna, sempre a partir das 20 horas, tem 1h40min de duração. Com a leveza garantida pelo humor, trata de amor, homofobia e até política.

Em cena, Aldo dá vida ao professor Aderbal, um fã incondicional da atriz Brigitte Bardot. Ele vive num prédio, cuja síndica, Tereza (interpretada por Sônia Amorim), é homofóbica e evangélica. A mulher é mãe de um rapaz (vivido pelo ator Pedro Lisboa) que acaba tendo um envolvimento com o vizinho educador. Do elenco, dirigido por Jorge Batista, também fazem parte os atores Aldenor Garcia (o cabeleireiro Lolô Brígida, que ganha eleição para síndico/a do edifício) e Binho Bispo.

O texto da peça, inédito e escrito em dezembro de 2015, é assinado pelo próprio Aldo Bastos. Nos últimos 15 anos, ele se dedicou apenas a montagens infantis. Agora, portanto, está de volta. “Gosto de escrever para crianças e adoro interpretar para adultos. Estava sentindo falta, porque interpretando para adultos o ator fica mais livre”, justificou.

Os ingressos para a peça custam R$ 40,00, mas serão distribuídos 10 mil panfletos pela cidade, que darão direito à meia-entrada. Estarão à venda na bilheteria do Centro de Cultura após o dia 10. Estão previstas, também, apresentações no Teatro Municipal de Ilhéus, no final de julho.


Comentários