PT Bahia define alianças e tática eleitoral

 Reunião do diretório baiano do PT, ontem, em Salvador (Foto Divulgação).O Diretório Estadual do PT debateu e aprovou a Resolução Política e de Tática Eleitoral para este ano. Os documentos reafirmam o Programa de Governo Participativo, aliança estratégica com os movimentos sociais, além da manutenção das alianças com os partidos que elegeram o governador Rui Costa e votaram contra o golpe.

“Está vedada a coligação com os partidos de oposição ao governo do estado e especialmente aos partidos cujos deputados federais eleitos pela Bahia votaram a favor do Golpe contra a presidenta Dilma”, diz um parágrafo da resolução.

O partido afirma também que vai contribuir para uma maior atuação da Frente Brasil Popular e consolidar a aliança com a Frente Povo sem Medo.

O presidente do PT Everaldo Anunciação destaca a unidade partidária reforçada neste encontro, iniciativa importante para enfrentar “a nova hegemonia conservadora que usurpou o poder central”.

Em relação à disputa eleitoral, a prioridade estratégica é garantir vitórias políticas e eleitorais para o PT em todo o estado.

Neste sentido, as alianças partidárias se darão na mesma linha “da que  construímos para as vitórias de Rui e Dilma na Bahia. Neste ano surgiu uma nova questão, o golpe de estado.  E as alianças serão feitas com os partidos cujos deputados do estado votaram contra.

Ainda com relação às eleições 2016, Executiva Estadual tem a tarefa de construir, em conjunto com as direções municipais, estratégias e táticas dialogando com os partidos aliados, nos 35 maiores municípios da Bahia.

 


Comentários