Lideranças buscam o apoio do Estado para evitar o colapso no abastecimento de água em Itajuípe

Reunião na Amurc com lideranças do município de Itajuípe, da Amurc, CDS-LS, Colegiado Territorial e do Setaf
Reunião na Amurc com lideranças do município de Itajuípe, da Amurc, CDS-LS, Colegiado Territorial e do Setaf

Em virtude da estiagem prolongada que ocorre no município de Itajuípe há 150 dias, o diretor do Serviço Autônomo de Água e Esgoto – SAAE, Alex Gonzaga declarou ontem, 23, que a empresa está utilizando apenas 11 % do volume normal de água para abastecer parte da população. Nesse sentido, o comitê de crise, formado por lideranças do município estiveram reunidos na tarde desta quarta-feira, 23, na sede da Amurc para a elaboração de um documento que solicita da Casa Civil do Estado e dos deputados Zé Neto e Rosemberg Pinto, que integram a base governista, recursos para medidas emergenciais.

De acordo com Gonzaga, o município de Itajuípe é abastecido exclusivamente pelo Rio Almada, que já está seco por conta do período de estiagem prolongada. Para atender parte da população, a água está sendo captada de poços artesianos. “Porém, cerca de 90 % da população está sem água desde terça-feira, 22. Isso inclui comércio, residências e a Pênalti, indústria responsável por 75 % do ICMS no município e 500 empregos diretos”, destacou o gestor do SAAE.

Com a participação de lideranças do município de Itajuípe, da Amurc, do Consórcio de Desenvolvimento Sustentável – Litoral Sul, Território Litoral Sul e do Setaf, foi elaborado um documento que solicita das lideranças governistas o atendimento às seguintes demandas: recursos para a perfuração de 15 poços artesianos nos principais bairros da cidade, locação de 5 (cinco) carros pipas com capacidade de 5 mil litros, aquisição de 1.000 tanques de 500 litros para armazenamento de água na residência de pessoas mais carentes.

Junto às medidas emergenciais, foi enviado um segundo documento visando o atendimento de medidas a longo prazo, que é a revisão de todo o sistema hidráulico e da rede de abastecimento, a integração do sistema de água dos distritos com o sistema do município sede, a melhoria da micro e macro medição, a compra de carro pipa, a ampliação da barragem existente e a criação de mais duas barragens em locais estratégicos já identificados pelo SAAE.


Comentários