Incra cria três assentamentos no Sul da Bahia

assenta 2A superintendência regional do Incra na Bahia recebeu autorização para criação de três projetos de assentamento publicadas no Diário Oficial da União (DOU), nesta terça-feira. Os projetos beneficiam 55 famílias de trabalhadores rurais em áreas que totalizam 1684,2 hectares de terras.

Duas áreas estão situadas no território de identidade do Litoral Sul. São elas, Fazenda Pancadinha, localizada no município de Almadina e Fazenda Conjunto São José, que fica em Una. Pancadinha possui capacidade para assentar 14 famílias, em 317,8 hectares, e o Conjunto São José atenderá 15 famílias de trabalhares, numa área de 359,4 hectares.

Já no município de Maracás foi criado o projeto Kaethá, no território de identidade do Vale do Jiquiriça. A área é de 1007 hectares e tem capacidade para recepcionar 26 famílias. De acordo com o chefe da Divisão de Obtenção de Terras do Incra/BA, Adelson Gomes, os projetos são importantes pois atendem a demanda por áreas em uma região de pouca oferta de terras aptas para viabilizar a criação de assentamentos, como o Litoral Sul.

O próximo passo será cadastrar os três assentamentos no Cadastro Estadual Florestal de Imóveis Rurais (Cefir), para obtenção dos licenciamentos ambientais. O assentamento Kaethá tem aptidão para o cultivo de mamona, culturas anuais e criação de gado e bodes. A Fazenda Pancadinha possui potencialidade para o desenvolvimento da cultura do cacau, da seringa, banana e frutas, tais como cajá, goiaba e cajá-umbu. Na Fazenda Conjunto São José pode ser desenvolvido o cultivo do cacau, banana, mandioca e pastagem para criação de gado leiteiro.


Comentários