Diretório do PT de Itabuna condena abuso de autoridade na operação Lava Jato

Flavio Barreto
Flavio Barreto, presidente do DM do PT

A prisão arbitrária do ex-presidente da república ontem foi motivo de questionamentos do Diretório do Partido dos Trabalhadores(PT) de Itabuna.  A ação coercitiva que obrigou Lula a depor na marra fez parte 24ª fase da Operação Lava Jato, deflagrada pela Polícia Federal a mando do juiz Sergio Moro.

“Foi uma tremenda falta de respeito invadir a casa e obrigar nosso ex- presidente Lula a depor em um posto da PF em São Paulo, quando se o solicitasse ele iria prontamente,como já fez a menos de seis meses. O ato de constrangimento e midiático não intimida a militância petista. Ao contrário, nos dar força para ir as ruas defender o projeto vitorioso do PT em Itabuna, na Bahia e no Brasil”, diz Flávio Barreto, presidente do PT de Itabuna.


Comentários