Uerj sedia reunião da Abruem

Num cenário de incertezas a Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj) foi anfitriã da a reunião administrativa, da Associação Brasileira dos Reitores das Universidades Estaduais e Municipais (Abruem), em 21 de julho. O objetivo do encontro foi dar visibilidade à crise das instituições de ensino superior, especialmente as estaduais do Rio de Janeiro.

Para a vice-presidente da Abruem e reitora da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), Adélia Pinheiro “a realização de reunião da Abruem no Rio de Janeiro foi um ato político de apoio às universidades estaduais daquele estado. Ressalto que o cenário econômico e político atual brasileiro, com diminuição dos investimentos públicos em ciência, tecnologia e educação superior, configura-se em ameaça a todas as instituições de ensino superior, independente da esfera jurídica (estadual, municipal ou federal).”

A Uerj prevê para 1º de agosto o  inicio do primeiro semestre letivo de 2017.  “É sabido que estamos com três meses de salários atrasados, com bolsas de alunos e professores atrasadas e atraso no décimo terceiro de 2016. Já vínhamos dizendo que, se não acontecer alguma coisa, relativa a uma tentativa de regularização dos salários, acredito que não teremos condição de iniciar as aulas. Estudantes, docentes e técnicos administrativos não têm mais recursos sequer para locomoção e alimentação”, disse o reitor Ruy Garcia Marques.


Comentários