UFSB apresenta Projeto Arquitetônico do novo campus Itabuna

UFSB_ILUSTRAÇÃOA Universidade Federal do Sul da Bahia realizará, nessa segunda-feira (18/04), às 9 horas, uma cerimônia de apresentação do Projeto Arquitetônico do Núcleo Pedagógico do Campus Jorge Amado, no Auditório da CEPLAC.

A apresentação será realizada pelo Reitor da Universidade, Naomar Almeida, e a responsável pelo projeto, a arquiteta Silvia Kimo. Na ocasião, serão feitas visitas aos laboratórios da CEPEC (Centro de Pesquisas do Cacau) e ao canteiro de obras do Bloco Pedagógico.

Foram convidados para o evento os prefeitos de Ilhéus e Itabuna, Jabes Ribeiro e Claudevane Leite, diretores da Caixa Econômica Federal e do Banco do Brasil, a comunidade acadêmica e reitores das universidades estaduais baianas.


Cessão de área da Ceplac consolida a implantação da UFSB

Ufsb_Ceplac_Mesa_Naomar_Foto_Josivaldo_Dias_09_06_15
Comunidade regional lotou o auditório da Ceplac ( fotos Josivaldo Dias)

Por Daniel Thame | Secom-BA

O processo de consolidação da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB) deu um passo importante com a assinatura, nesta terça-feira (9), do Termo de Cessão de um terreno da Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac), órgão do Ministério da Agricultura.

A área de 37 hectares, localizada nos municípios de Itabuna e Ilhéus, vai ser utilizada para a instalação da reitoria e do campus Jorge Amado, abrigando laboratórios, sala de aulas e demais estruturas do Instituto de Humanidades, Artes e Ciências, do Centro de Formação em Tecnociências e o Centro de Formação em Agroflorestais.

Ufsb_Ceplac_Secit_Naomar_Foto_Josivaldo_Dias_09_06_15O secretário estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação, Manoel Mendonça, que representou o governador Rui Costa na solenidade, destacou ser “este um momento histórico para o sul da Bahia, já que a educação é o caminho para a retomada do desenvolvimento regional”.

Segundo o secretário, “o Governo do Estado trabalha para que o conhecimento acadêmico seja revertido em benefício da comunidade, incentivando a adoção de tecnologias que atendem demandas como a verticalização da cadeia produtiva do cacau, com a produção de chocolate, a agroecologia e a capacitação do setor de serviços”.

Ações integradas

Usb_Ceplac_publico_foto_Josivaldo_Dias_09_06_15O reitor da UFSB, Naomar Almeida, afirmou que “a cessão do terreno pela Ceplac vai agilizar a instalação dos equipamentos, que incluem um polo de tecnologia”. Ele disse que “a universidade tem um papel fundamental no desenvolvimento socioeconômico do sul da Bahia” e defendeu ações integradas pelos governos federal e estadual e a sociedade organizada, a exemplo do Programa Todos pela Educação, que tem a UFSB como parceira.Cepla_UFSB_Plenaria

Para a reitora da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), Adélia Pinheiro, “a UFSB e a Uesc vão somar esforços para superar os desafios, que passam por um período de transformações em que a cultura do cacau é importante, mas inclui setores como serviços, tecnologia e agroindústria, gerando um modelo de desenvolvimento sustentável”.

Ufsb_Ceplac_Assinatura_Cessao_Foto_Josivaldo_Dias_09_06_15Já o prefeito de Ibicaraí e presidente da Associação dos Municípios do Sul, Extremo-Sul e Sudoeste da Bahia (Amurc), Lenildo Santana, destacou que “estamos unidos em torno de um projeto que trabalha por uma educação universalizada e de qualidade, do ensino fundamental ao ensino superior, que resulta em inclusão social e oportunidades para todos”.

Além da área cedida pela Ceplac, a Universidade Federal do Sul da Bahia vai dispor de mais 40 hectares doados pela Prefeitura de Itabuna e outros 40 hectares pela Prefeitura de Ilhéus, totalizando 117 hectares para o campus Jorge Amado.

 


Sisu abre inscrições para 55 mil vagas

Para concorrer, o candidato precisa ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2014 - Foto: Ag. A TARDEAs inscrições no Sistema de Seleção Unificada começam nesta segunda-feira, 8. Os interessados podem consultar as vagas disponíveis no site do sistema. Esta edição vai oferecer 55.576 vagas em 72 instituições públicas.

Para participar do Sisu, o candidato precisa ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2014 e não ter zerado a redação. As inscrições estarão abertas até quarta, 10.

Na hora da inscrição, o candidato deve escolher, por ordem de preferência, até duas opções entre as vagas ofertadas pelas instituições participantes do Sisu. Também deve definir se deseja concorrer às vagas de ampla concorrência àquelas reservadas como previsto na Lei de Cotas (Lei 12.711/2012).

As cotas são para estudantes que cursaram integralmente o ensino médio em escolas públicas. Nesta edição do Sisu, pelo menos 37,5% das vagas serão para cotistas.

Durante o período de inscrição, uma vez por dia, o Sisu calcula a nota de corte, que é a menor nota para ficar entre os potencialmente selecionados para cada curso, com base no número de vagas disponíveis e no total de inscritos naquele curso, por modalidade de concorrência. A nota é apenas uma referência, não se trata de garantia de que o estudante será selecionado. Até o final do período de inscrição, o candidato pode mudar de opção de curso.(A Tarde)