Professores das Universidades estaduais continuam em greve

Assembleia dos professores da Uneb (Foto: Divulgação/Aduneb)Mesmo com avanço nas negociações com o governo, professores da Universidade do Estado da Bahia (Uneb), Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb), Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) e Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) decidiram manter a greve, em assembleias realizadas nesta quinta-feira (23). A greve nas instituiçõs estaduais baianas já chega a 70 dias.

A Associação dos Docentes da Universidade do Estado da Bahia (Aduneb) informou que as discussões com o governo estão encaminhadas, mas que ainda existem pontos a serem fechados. Segundo Daniela Santos, diretora da Aduneb, a Secretaria de Educação apresentou em reunião, no último dia 18, uma proposta de minuta de acordo.

A proposta garante a revogação da Lei 7176/97 que, segundo os professores, interfere na autonomia da gestão universitária, direitos trabalhistas como promoções, progressões e mudanças de regime de trabalho, além de devolução de cotas do orçamento retiradas das universidades no primeiro trimestre, e compromisso de que, até o final de 2015, não haverá cortes e contingenciamento no orçamento.(G1)


Comentários