Manifestação em frente do poliduto da Petrobras de Itabuna

protestoSindicalistas realizam na manhã desta segunda-feira (21) um protesto contra a minuta da Petrobras Transporte S.A (Transpetro) que determina o fim do carregamento de caminhões-tanque com compartilhamento inferior a 5 mil litros. As carretas bloqueiam a entrada da fábrica da Nestlé, em Ferradas.

De acordo com José Luiz, um dos representantes do movimento, caso seja aprovada, a medida passa a valer a partir de Janeiro de 2016. Ele explica que, atualmente, 98% dos tanques são compartilhados e na região faltam empresas capacitadas para fazer a mudança para tanques de 5 mil litros.

Os caminhoneiros esperam que a medida não inclua os caminhões-tanques que já estão cadastrados.


Comentários