Manifestação dos terceirizados teve adesão de estudantes em Ilhéus

manifestacao_terceirizados-ilheus_07_abril_16Uma manifestação de trabalhadores terceirizados da educação foi realizada na manhã desta quinta-feira(07) em Ilhéus. O ato teve adesão de centenas de estudantes que se solidarizaram a luta pela garantia de direitos dos profissionais.

Os manifestantes saíram do bairro Malhado em direção a Praça Cairu no Centro da cidade portando faixas,cartazes e gritando palavras de ordens relacionadas aos atrasos de salários, vale transporte e vale alimentação. Os pagamentos é de responsabilidade das empresas prestadoras de serviço de mão de obra da Secretaria Estadual da Educação.

O protesto, mais uma vez na cidade de Jorge Amado, foi para pressionar as empresas e o Estado a fazer os pagamentos. Segundo o coordenador do Sindicato dos Trabalhadores em Limpeza da Região Sul e Extremo Sul da Bahia (Sindilimp), José Carlos, os “atrasos de salários chegam há 2 meses na empresa Basitec, 2 na AML e 5 meses na empresa Locserv”. Os vales transporte e alimentação também sofrem a mesma peleja.

A promessa da Secretaria de educação da Bahia é liberar uma parcela de recursos nos próximos dias para as empresas pagarem parte das dívidas em atrasos com os funcionários. Após comprovação dos pagamentos aos trabalhadores no prazo de quinze dias, outra parcela é liberada para quitar o restante  das dividas.


Comentários