Itabuna terá aplicação de inseticida residual para combate ao Aedes

Vane recebe secretário de Saúde da Bahia que anuncia reforço no combate ao Aedes aegytpi  Foto Lucas França (2)Itabuna será a primeira cidade baiana a receber borrifadores de inseticida residual de aplicação intra-domiciliar para combater o mosquito Aedes aegypti. O anuncio foi feito na  manhã deste sábado (5), pelo secretário de Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, durante visita ao município. Na próxima semana, serão disponibilizados 92 borrifadores para a Secretaria Municipal de Saúde. O inseticida residual combate o aedes num período de 12 meses e será aplicado em domicílios nas áreas com maior incidência de focos.

O secretário também destacou os serviços de limpeza da calha e das bordas e a retirada de baronesas do Rio Cachoeira, que corta a cidade, reduzindo os focos do mosquito. Acompanhado do assessor especial Mateus Simões, do superintendente dos Gestão do Sistemas de Regulação da Atenção à Saúde (Suregs).  José Rodrigues  e da gerente do Núcleo Regional de Saúde/Sul,  Marisa Eduane, Vilas-Boas visitou o QG da Dengue, onde são atendidos pacientes com suspeita de dengue, zika vírus e chikungunya e o Hospital de Base de Itabuna, onde funciona uma unidade de atendimento a pacientes que necessitam de internação.

O QG da Dengue, implantado pela Prefeitura de Itabuna, em parceria com a Sesab, conta com 120 profissionais trabalhando em esquema de plantão todos os setes dias da semana. São nove médicos, sendo cinco durante o dia e quatro no regime de plantão noturno.


Comentários