As responsabilidades sobre a água foi tema de reunião na ACI

A Reunião Ordinária da ACI reuniu empresários, representantes de instituições locais e da imprensa FOTO ASCOM ACIAs responsabilidades de todos sobre a Água, foi tema da tradicional Reunião Ordinária da ACI, nesta segunda-feira, 25, que teve a participação do diretor do Departamento de Ciências Jurídicas da Universidade Estadual de Santa Cruz – Uesc, professor Guilhardes de Jesus Júnior, que defendeu a Tese de Doutorado em Desenvolvimento e Meio Ambiente.

O encontro reuniu empresários, representantes da imprensa, do Sindicato do Comércio Atacadista e Varejista do Município Itabuna – Sindicom e da Associação dos Municípios do Sul, Extremo Sul e Sudoeste Baiano – Amurc, que apresentaram iniciativas em desenvolvimento para a solução da crise hídrica que acomete a população de Itabuna e cidades circunvizinhas.

O recurso hídrico, que a cada ano está mais escasso no Sul da Bahia, foi o ponto central da explanação do professor Guilhardes, que falou sobre o acesso universal a água potável, como direito garantido pela Constituição Federal. Ele ainda citou sobre a necessidade de cumprimento dos padrões de qualidades, compatíveis com a manutenção da saúde pública e a preservação do meio ambiente.

Ou seja, toda a população brasileira tem o direito ao acesso a água, e se esse direito for retirado, cabe uma punição, que a sociedade precisa acompanhar. Ainda de acordo com ele, assim como preconiza a Constituição Federal de 1988, Art. 225, Caput., cada cidadão tem direitos e deveres em relação ao Meio Ambiente.

“Não adianta só esperar do Poder Público, a instalação de estruturas com o intuito de resolver o problema da crise hídrica. As pessoas precisam pensar em soluções criativas e que possam gerar um efeito multiplicador sobre a sociedade, como também na gestão municipal”.


Comentários