Situação de atraso dos prestadores da saúde de Itabuna é discutida entre Sintesi e Ministério Público

mp-itabuna-26jan2016
Reunião do Ministério Público em Itabuna ontem(foto Sintesi)

Nesta segunda-feira (25) em Itabuna,  os promotores de justiça Dra. Renata Caldas Sousa Lazzarini e Dr. Inocêncio Carvalho do Ministério Público Estadual colheram informações complementares dos dirigentes do Sintesi,Raimundo Santana, João Evangelista e Osiel do Carmo, sobre as denuncias de atraso nos repasses de recursos da MAC – Média e Alta Complexidade pelo Fundo Municipal de Saúde para as instituições prestadoras de serviços ao SUS-Sistema Único de Saúde.

De acordo com os sindicalistas “existem um cronograma regular do Fundo Nacional de Saúde com datas e valores das transferências dos recursos ao Fundo Municipal de Saúde, sempre no inicio de cada mês, esse cronograma manteve-se regular em janeiro de 2016, inclusive, houve antecipação de parte dos recursos da MAC no final do mês de dezembro de 2015, inexplicavelmente, o gestor do Fundo Municipal de Saúde,com o dinheiro em conta não cumpriu a regularidade dos pagamentos aos prestadores, essa situação inviabilizou que as instituições pagassem o salário aos trabalhadores e por pouco não afetou a assistência aos usuários”, denunciam.

Para os dirigentes do sindicato, as instituições ora penalizadas pela secretaria de saúde, estão sendo estratégicas para o combate de epidemia e viroses, já que as unidades básicas de saúde funcionam precariamente.(Ascom Sintesi)


Comentários